O memorial

Coleta das histórias em áudio e criação do retalho

Abertura da chamada por histórias e relatos e recebimento de materiais – áudios e retalhos.

Documentação e tratamento

Documentação do material recebido e preparo para divulgação.

Divulgação do material

Postagem nas redes e preparo de material de mediação para divulgação entre parceiras e parceiros.

Apresentação da colcha

Ao final do projeto, apresentação da colcha e circulação entre instituições parceiras.

Projeto Nomes

O Projeto Nomes é uma prática de memória que, com origem em meados dos anos 1980 nos Estados Unidos, consiste no registro de nomes de pessoas que morreram de aids em colchas de retalho. A ideia é reconhecer as pessoas e histórias de vida, para além dos números ou das construções sociais sobre hiv e aids. O Projeto Nomes tinha três objetivos principais: ilustrar a enormidade da epidemia global da aids; encorajar uma atitude de compaixão para as pessoas vivendo com aids e permitir uma maneira criativa e positiva de expressão para aqueles cujas vidas foram de alguma maneira tocadas pela aids. Retomar estes objetivos agora é também reconhecer a atualidade destes desafios de hoje, em paralelo à pandemia da COVID-19.